Césio 171


O nome dela é Miss Lexotan 6 mg…
02/18/2010, 19:30
Filed under: Chatice

Minha trilha sonora hoje é Ira! e de preferência a música do Lexotan. Estou igualzinha ao Jeremias, que se pudesse, matava um.

Viver na coletividade exige uma séries de regras.  Até aí eu sei, minha mãe me ensinou.

Só que muito filhos são filhos de raparigas e não sabem pensar e fazer nada que não seja direcionado para o seu umbigo. Isso mesmo, o egoísmo faz com que eu me irrite de uma maneira…

E a tpm rola solta, meus hormônios me deixam enlouquecida e sem coração. Hohohohoho!

Observações do dia:

– Não entendo porque usam a porra do Nextel com o viva voz.

– Não sou obrigada a aguentar gente com voz irritante, fina e falando mole igual a uma preguiça em extinção.

– Fico puta da vida com pessoas que não gostam de responder perguntas, já disse que perguntar não ofende. Eu não nasci sabendo.

– Tenho ataques de ódio com pessoas que não se tocam, que não saem da minha frente e ficam no caminho.

– Me irrito com quem se acha o  centro do universo.

– Parei de fumar há dois anos e não sou obrigada a aguentar fumaça de cigarro na minha fuça.

– Odeio, odeio, odeio e odeio gente paga pau, que fica puxando o saco ou fica se intitulando coisas. Vai dar meia hora de bunda, vai?

– Violência é uma bosta e o povo hipócrita fica falando de recursos humanos. Beltrano joga filho da janela, estupra, some com crianças e não é preso. Se é, não fica pra sempre na cadeia e se eu for lá e encher a cara de um filha da puta desses de socos, eu que vou presa.

– Odeio gente fedida no busão, sabonete custa quase nada.

– Odeio funk alto no busão.

– Odeio não ter carro e ter que andar de busão.

Vai um Lexotan?

Anúncios


Se fosse minha filha…
02/17/2010, 19:12
Filed under: Bobagens

Uma das funções dos pais é educar as crianças.

O problema é quando a mãe ou o pai são tão toscos, que acham bonito e ainda deixam a pirralha postar um horror desses no You Tube.



Besteira pouca é bobagem…
02/05/2010, 20:13
Filed under: Bobagens

Este post mostra o tipo de bobagem que muda a sua vida! Hohohohohoho.

Que você não entende como viveu sem saber disso até agora.

Melô tudasunga, meu, melô legal, chegou vará sunga de tanto que foi. Saiu grosso.



02/03/2010, 10:02
Filed under: Vergonha alheia

A cada dia fico mais chocada com os seres humanos.

Cada jornal,  cada notícia…

Essa zona toda me deixa descrente das pessoas.  Não tem um dia que alguém não mata inocentes  por coisas banais.  É desgraça rolando solta o tempo todo.

Tem que ter muita fé para não largar mão e sair dando uma de louco por ai.

O importante é não perder a fé, que não costuma “faiá”.



Traças
11/11/2009, 19:51
Filed under: Bobagens

o-que-e-naftalinanaftalina-jpgSou de fases. Antes eu tinha site, blog e escrevia igual a uma louca. Depois mudei de endereço, comecei este aqui com um puta pique e depois me atrapalhei toda. É blog, Facebook, Twitter…

Coisa demais para a minha cabeça balzaquiana. Agora eu pergunto:

Será que existe traça virtual?

 



Engraçadinho
09/22/2009, 4:04
Filed under: Ócio produtivo

Durante minha visita diária aos blogs dos amigos, achei este site bem engraçadinho para brincar, passar o tempo.

Fonte –  Guidarelli

Clique na imagem

Photocabine



Caminhos do Paraguai
09/14/2009, 21:27
Filed under: Vergonha alheia

caminho_das_indias_1

Sou noveleira e assumo.

Podem tirar sarro, não estou nem ai.

Só não consigo entender como uma novela bateu 70 pontos no ibope.

Perdi duas horas nesta sexta feira. Tudo para matar minha curiosidade de como seria o tal final.

Parece que a autora criou  30.450.404.040 personagens e no último capítulo não deu tempo de finalizar a participação de todos.

A autora só trocou o nome dos personagens de O Clone e mandou ver nas gravações.

Duas horas de capítulo e nada de mais aconteceu. A vilã não teve um fim digno. Ficou assim, sem graça.

O personagem principal foi sumindo, sumindo e só deu uma pinta no último bloco, calado e montado num elefante.  Seu take não durou nem 30 segundos…

Eu mudaria o nome para Caminho dos cornos, já que ninguém era pai de ninguém, todo mundo foi para a cama com todo mundo, milhares de bebês foram encomendados e assim a vida vai.

Esquizofrenia virou uma doença levinha, igual a uma gripe e todo mundo viveu feliz para sempre.

Efeitos gráficos são ótimos com contexto.  Não do jeito tosco em que a dona Maya trocou de roupa. Gente, com tanto recurso que a Globo tem…

A ponte aérea Rio/Cajastão/Rio é super rápida e deve ser uns R$ 95 reais em 10 x sem juros. O avião é super sônico pois em um capítulo rola uma ida e volta.

A vida é uma festa, um país pobre que todo mundo dança sem parar e as vacas não cagam,  pois o chão é limpo. Muito limpo.

A novela acabou e só faltou um grande letreiro:

PEGADINHA DO MALANDRO!!!!!